Buscar

Limite


A sequência de três clássicos Gre-Nal em apenas dez dias foi desgastante para todos. Desde os atletas até os torcedores, passando por treinadores, dirigentes e também nós da mídia esportiva. Uma prova disso foi o pequeno público presente no Beira-Rio nessa quarta-feira. Claro que os colorados estavam desencantados com as duas derrotas anteriores, a noite estava um pouco fria e tinha transmissão por tv aberta. Mesmo os gremistas não chegaram a lotar o diminuto espaço a eles reservado. Explica-se por a classificação estar praticamente garantida. E esse ambiente passou para dentro de campo. Enquanto o Grêmio era um time desinteressado e com os jogadores demonstrando uma certa soberba, o Internacional era “faca nos dentes”, jogando pela honra mais do que pelo placar. E o resultado disso foi uma vitória do time que tinha interesse por ela. E é por aí que o Internacional tem de entender o 2 a 0 de ontem. Com toda a força, a estratégia e o interesse, esse foi o máximo da equipe. Pode melhorar? Sim, pode. Com os jogadores que não atuaram por lesão, casos de Damião e Potker, alguns reforços de qualidade e a definição de um padrão de jogo, o técnico Odair Hellmann deve acrescentar produtividade ao time.

LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Por enquanto, esse é o limite!


© 2020 Rogerio Amaral

Desenvolvido por Ayesha Lebed | branding+design

  • Facebook
  • YouTube
  • Twitter
  • Instagram