Buscar

Explosão


Os corações colorados estavam apertados, angustiados com a vitória que não vinha diante do Coritiba. Já tinham ultrapassado a derrota com a defesa do pênalti pelo goleiro Danilo Fernandes, mas o empate persistia. Até que Vitinho converteu o pênalti favorável ao Internacional. Aí foi uma explosão de alegria que tomou conta do Beira-Rio, jogando pra longe o sofrimento de minutos antes.

Resultado

Outra vez o time não jogou bem. E é compreensível diante da pressão e nervosismo dos jogadores diante da possibilidade de rebaixamento. No entanto, é fundamental que todos se conscientizem que devem se esgotar em campo. O momento não é para jogar bonito, mas sim pelo resultado positivo. E esse tem de ser buscado até o instante final.

Ajuda

O Grêmio venceu o Vitória, em Salvador, por 1 a 0 e poderia ter sido por muito mais, não fosse a incapacidade de seus atacantes em marcar os gols. Foram diversas oportunidades, principalmente nos contra ataques. De qualquer forma foi uma dupla ajuda. Para o próprio Grêmio que se aproxima da zona da Libertadores e para o Internacional, já que o time baiano não marcou ponto.

Força

Brasil de Pelotas e Juventude decepcionaram. Os caxienses empataram em zero com o Fortaleza e agora vão lutar pela classificação para a série B no Ceará, precisando, no mínimo, de um empate. Se for com gols melhor porque fugiria da decisão por pênaltis. Já os pelotenses empataram em casa por 1 a 1 com o lanterna Sampaio Corrêa, tendo saído atrás no placar. Com isso segue fora da zona de classificação para a série A. Os dois estão fazendo força para permanecer no mesmo lugar.

Efeito

Está certo que vencer a Bolívia era uma obrigação para a seleção brasileira. Só que a goleada de 5 a 0, mesmo diante do fraco adversário, mostrou evolução da equipe. O Brasil teve o controle do jogo durante todo o tempo. E mais, os jogadores foram solidários em campo. Comportamental e taticamente, a seleção apresenta o efeito Tite. Inegavelmente, o técnico é o responsável por essa mudança, inclusive nas individualidades como é o caso de Neymar. Jogou para o time e foi um dos destaques.


© 2020 Rogerio Amaral

Desenvolvido por Ayesha Lebed | branding+design

  • Facebook
  • YouTube
  • Twitter
  • Instagram