Buscar

Goleada


O Internacional se assumiu como time pequeno. Pelo menos foi o que se viu no último sábado. Após um começo de domínio, onde marcou o gol, o time foi se encolhendo e deixando o Figueirense ter a posse de bola. Nem o Beira-Rio lotado, com a força do torcedor colorado, parece dar confiança aos jogadores. Diante dessa realidade, o 1 a 0 foi uma verdadeira goleada.

Tortura

É inconcebível que os dirigentes do Internacional aprovem os zagueiros do time. Pelo menos é isso que se depreende já que não contratam outros e estão, há alguns anos, com esses. Uma zaga que não sabe cabecear defensivamente é um risco permanente de sofrer gol. Para o torcedor colorado é uma tortura cada vez que a bola é cruzada na área.

Motivação

O Grêmio não teve futebol para vencer o Cruzeiro. Até iniciou a partida ameaçando os mineiros, mas depois cedeu. Se acomodar em campo é uma situação recorrente no futebol quando o time se afasta da ponta, na tabela de classificação. Para o jogo diante do Vitória a motivação pode estar de volta, por conta do aumento de vagas para a Libertadores. Serão seis pelo campeonato brasileiro.

Grande

Chegou o momento de definição para o Brasil de Pelotas. Se quiser subir para a série A precisa ter a postura de time grande. Não entregar pontos que são, perfeitamente, conquistáveis. Principalmente no Bento Freitas, onde conta com sua fantástica torcida.

Foco

O Juventude luta em duas frentes com chances de classificação em ambas. Na Copa do Brasil reverte sobre o Atlético Mineiro se vencer por diferença de dois gols em Caxias do Sul e será semifinalista. E na série C se passar pelo Fortaleza já estará garantido na B do campeonato brasileiro para 2017. A Copa do Brasil pode ser tentadora, mas o foco deve ser chegar à série B.


© 2020 Rogerio Amaral

Desenvolvido por Ayesha Lebed | branding+design

  • Facebook
  • YouTube
  • Twitter
  • Instagram