Buscar

Pragmático


A liderança do Internacional após cinco rodadas do campeonato brasileiro é resultado de um futebol pragmático, muito bem aplicado pelo técnico e executado pelos jogadores. Não tendo nenhum craque para dispor, Argel Fucks utiliza os expedientes possíveis. Consolida um esquema tático que privilegia a marcação - defensiva na maior parte -, explora os contra-ataques e aproveita a bola parada. Pode não ser o mais bonito (e não é) mas tem sido eficiente. A questão é se esse modo de jogar será suficiente para sustentar a luta pelo título. Talvez Argel possa aprimorar o sistema quando puder contar com peças mais qualificadas, como o meia Seijas e o centroavante prometido.

Contexto

Contra o Atlético Paranaense o Internacional teve uma atuação tão fraca quanto a de estréia diante da Chapecoense. A diferença é que, dessa vez, encontrou o gol. Tudo dentro do contexto do futebol que joga. O adversário fechado, puxando os contra-ataques era um espelho do próprio Internacional. E aí as coisas se complicam. Falta a qualidade criativa para favorecer os atacantes. A solução é apelar para um dos expedientes que é treinado à exaustão pelo técnico Argel. A bola parada. E foi assim. Escanteio, cabeçada do Paulão e sobra com Vitinho para definir o 1 a 0. Uma ¨goleada¨ se considerarmos a história do jogo e a resultante liderança.

Falhas

A derrota para o Palmeiras não pode apagar a boa apresentação do Grêmio na partida. O próprio resultado de 4 a 3 fala por si. Os erros foram pontuais e, novamente, cometidos onde se sabe estão as deficiências da equipe. Mesmo tendo sofrido o gol logo de início, o time teve capacidade de reação para empatar ainda no primeiro tempo e virar o placar no começo do segundo, numa excelente jogada de Edílson que resultou no gol de Giuliano. O empate do Palmeiras, num lance estranho e de sorte, deveria ter encerrado a conta pelo que foi o equilíbrio dos times no jogo. Só que aí vieram as duas falhas, consecutivas, na bola aérea que esfriaram o Grêmio e diminuíram o ímpeto para reagir. Mesmo que não esteja em melhor forma, é urgente que o zagueiro Wallace entre em campo. Pior do que está não deve ficar. E que a direção contrate um lateral-esquerdo. Com urgência.


© 2020 Rogerio Amaral

Desenvolvido por Ayesha Lebed | branding+design

  • Facebook
  • YouTube
  • Twitter
  • Instagram